Any Questions? Call Us: 1-223-355-2214

E-sports: Conheça como ele se tornou tão famoso no Brasil!

Há muito tempo, os videogames e os computadores deixaram de ser meros “brinquedos” e os games, principalmente, adquiriram uma nova vertente do mercado – o das competições.

E-sport, ciberesport, esporte eletrônico, enfim, todas essas denominações referem-se à mesma coisa. São os nomes dados para as competições organizadas de jogos eletrônicos e que trazem em seu bojo ciber atletas de todas as idades, que têm três coisas em comum: o amor pelos games, habilidade e vontade de vencer.

Claro que essa conversão não se deu do dia para noite. No início, os esportes eletrônicos representavam um eixo de audiência muito reduzida, uma cultura de nicho, com pouca visibilidade e/ou enquadramento nos meios de comunicação de massa.

A primeira competição desse tipo que se tem registro ocorreu nos Estados Unidos, em 1972, entre estudantes da Universidade de Standford que se digladiaram com o jogo “Spacewar”.

Como se tratou de uma competição pequena (apesar de histórica), o prêmio na época foi simbólico e bastante modesto perto dos que hoje são distribuídos: 1 ano de assinatura da revista Rolling Stone.

Nos anos seguintes, ocorreram alguns campeonatos pequenos, como por exemplo, alguns torneios que foram organizados pela Atari, mas ainda assim, um movimento cultural de nicho, algo muito fechado e sem milhares de dólares em jogo como se vê de forma tão habitual nos dias de hoje.

Das pequenas reuniões de nerds para estádios lotados

Três décadas mais tarde, já na virada do milênio, o e-sport ganhou musculatura, com enormes eventos de proporções mundiais com milhares de dólares em prêmios. Dentre esses eventos, podemos destacar, por exemplo, o World Cyber Games, o Major League Gaming e Intel Extreme.

Mas, foi no início da década de 2010, com a popularização da banda larga e, consequentemente, dos streamings, que o e-sport se enraíza no mundo todo, inclusive aqui em terras brasileiras.

Destaca-se nesse sentido que todos os principais canais de esporte no Brasil, como ESPN Brasil, BandSport, SportTv e ainda o Fox Sports, já transmitiram uma série de partidas e campeonatos de e-sport.

Claro que o e-sport não é para amadores, isso porque grandes quantias de dinheiro e patrocínio, além de publicidade, estão em jogo nestes torneios.

Para se ter uma idéia, no ano de 2017, por exemplo, o torneio do jogo DOTA 2 distribuiu mais de 35 milhões de dólares em premiações, além disso, outro grande game, Counter Strike, distribuiu mais de 11 milhões também em prêmios.

No mesmo ano, League of Legends, Heros of the Storm e Call of Duty distribuíram em premiações mais do que 18 milhões de dólares.

Claro que, quando existe tanta grana em jogo, o game deixa de ser fair-play e passa a exigir, antes de tudo, muita preparação, disciplina e sobretudo treino, assim como em qualquer outro tipo de esporte ou atividade cognitiva.

O e-sport em terras brasileiras

No Brasil, o pessoal do e-sport já começa a ter um reconhecimento devido, isso porque, o país é hoje o terceiro no que tange ao tamanho do público cativo de e-sport, ficando atrás apenas de China e Estados Unidos.

Estima-se que hoje no Brasil existam quase 8 milhões de fãs de e-sports, e o número vem crescendo desde o começo da última década de forma exponencial.

Fora os quase 8 milhões cativos, que correspondem a mais de 7% da população brasileira, existem também mais de 9 milhões de fãs de e-sport que têm um padrão mais eventual, ou seja, assiste e ou acompanha partidas e campeonatos de e-sport ao menos uma vez por mês.

O e-sport está ganhando tanta força no Brasil que tem muita gente estruturando carreiras, fomentando negócios e áreas afins. Por exemplo, existe hoje no Brasil um campo de especialização da psicologia voltado ao atendimento de atletas do e-sport.

Ficou espantado com isso? Isso não é tudo. O senado estuda a possibilidade de viabilizar a regulamentação dos e-sports no Brasil. Você poderá um dia, além de ser um gamer, ter sua carteira assinada por isso.

Os defensores do projeto indagam que o e-sport no Brasil representa uma grande possibilidade de geração de renda e empregos. Além disso, o e-sport, assim como os esportes tradicionais, oferecem eixos de socialização, com fortalecimento de vínculos de solidariedade, bem como diversão e intensa aprendizagem cognitiva, fortalecendo o raciocínio, a lógica e principalmente as habilidades motoras.

Outro nicho de fortalecimento constante do e-sport no Brasil é o investimento feito por grandes equipes de futebol, ou seja, os grandes times do mundo offline estão estabelecendo também equipes de e-sports.

O Santos, por exemplo, foi o pioneiro na cena e, em 2015, em parceria com a Dexterity, criou a Santos Dexterity, que já competiu no Rainbown Sixnas e no League of Legends. O Santos conta até com uma equipe feminina que adora destruir tudo no Counter Strike: as Sereias da Vila.

Outro gigante dos gramados que agora também investe no campo do e-sport é o Flamengo. O rubro negro, em junho de 2017, anunciou a formação de sua equipe oficial, incluindo não só atletas brasileiros, mas também sul-coreanos.

Times como o Vitória, o Atlético Paranaense e o Avaí também já saíram dos gramados para estrelas nos e-sports e estão conseguindo bons frutos. Além desses, o ABC Futebol Clube, o Bragantino, o Rio Branco (do Espírito Santo) e o carioca Vasco da Gama também se aventuram no e-sports, participando não só de campeonatos nacionais, mas também, competindo em eventos de elite de nível internacional.

Claro que o e-sport não é sempre fácil enquanto campo de investimentos. O Corinthians, por exemplo, um dos maiores e mais populares clubes do Brasil, desistiu do empreendimento e por enquanto não pretende, tão cedo, retornar para o mundo do e-sport.

No mesmo tom, o Clube do Remo, tão tradicional no norte do País (em Belém do Pará), investiu durante um ano (de 2016-2017) no mundo do e-sport e, com uma mudança na diretoria do clube, acabou por largar o empreendimento por ora.

É atleta de e-sports e que aumentar seu networking e manter-se sempre atualizado sobre as novidades do mercado? Inscreva-se agora mesmo em nossa plataforma!

About the Author

By admin / Administrator, bbp_keymaster on fev 07, 2019